aceitação autoaceitação

Desabafo: em busca do equilíbrio entre usar o cabelo natural e lace wigs

4/22/2014 08:33:00 AMForça na peruca


Olá pessoal.

Quem acompanha meu blog, sabe que eu sou usuária de lace wigs há cerca de 8 anos. Eu olhava meu cabelo natural e não me sentia satisfeita com ele. Meu principal desejo era poder mudar a cor, ter cachos bonitos, ou quando desejasse, um liso bacana.

Mas primeiramente, precisava soltar meu cabelo, que sempre vivia preso. Eu via meu cabelo como "O indomável". Quando o soltei, usei black power poderoso por mais de dois anos. Foi a minha libertação. Mas depois de um tempo, surgiu o desejo de mudar.  Eu tinha o desejo de ter o cabelo que as artistas internacionais ostentavam. E essa busca me levou até as lace wigs. E depois disso não me via mais sem elas. Eu simplesmente tinha realizado o que eu sempre quis: usar todos os c
abelos que eu tinha vontade. Mas, no começo, sofri uma crise de identidade. Eu temia que o uso de lace wigs poderia ser por eu não amar que eu sou - ou não me aceitar como eu era. Isso me fez pensar muito, e sofrer também. Talvez devido a minha imaturidade da época. Mas quando eu colocava as lace wigs, esquecia de tudo. Quando as tirava, parecia que eu estava nua, que faltava uma parte de mim. Era como meu calcanhar de Aquiles. Eu me sentia uma diva com elas, mas quando as tirava, parecia que uma parte de mim ia junto. Que eu não era mais a mesma. Os olhos perdiam o brilho que tinham antes. Eu não saia mais de casa sem minhas lace wigs. Se estava sem elas em casa, e alguém chegava, eu corria pra colocar.
Foi aí que caí na real: eu havia me tornado completamente dependente das lace wigs. Também pudera, eu poderia ter o cabelo do jeito que eu quisesse, a um preço bom e sem precisar atrapalhar meu cabelo natural...Eu me sentia nua sem elas, e o pior: me sentia feia sem elas. Sabe?! Como se elas fossem o meu ponto forte e ao mesmo tempo minha maior fraqueza?!

E isso passou a me incomodar pra caramba, porque eu sentia como se mentisse pra mim mesma. Então eu passei a manter meu cabelo curto, não hidratava sempre, não dava a ele a atenção que ele merecia, porque eu usava lace wigs! Mas quando eu as tirava eu me sentia tão triste por isso, parecia que todo o meu brilho se apagava. E eu precisava recuperar isso dentro de mim.

Foi ai que as lace wigs passaram a pesar na minha cabeça, pois minha consciência estava pesando também. Eu odeio me sentir dependente de algo. E eu sabia que era dependente das lace wigs e o pior, não conseguia sair da dependência. E quando uma lace wig minha começava a ficar ruim e eu não podia comprar outra, eu começava a me desesperar, e nada pra mim estava bom, porque o cabelo não estava bom...

E eu disse: Epaaa! Calma lá, Robertinha. Vamos controlar essa situação?! Vi que precisava mudar, que as coisas não poderiam continuar assim. Eu pensava: e se um dia eu não puder mais usar lace wigs? O mundo vai acabar pra mim? Tudo ficará ruim e feio?!Acima de tudo, eu precisava buscar o equilíbrio entre o uso de lace wigs e o uso do meu cabelo natural. E eu fiz isso. Quando lavava meu cabelo pra colocar minha lace wig, eu me olhei no espelho, olhei pro meu cabelo e pensei; Porque não, sair com ele assim? Estava um black power, do jeito que sempre gostei. E eu gostei do que vi no espelho. o brilho não se foi, não me senti menos feia. E o meu cabelo não mudou nada nos últimos anos.

A lace wig deve complementar a nossa beleza. Porque uma coisa é certa, se a pessoa não irradiar uma beleza natural, seja na sua simplicidade, na simpatia, num sorriso sincero, queridos, lamento dizer que nem a lace wig mais cara, com o fio mais perfeito, irá deixá-la bonita. E eu precisava me ver bonita além de uma lace wig. Queria que as pessoas vissem a Roberta que existe por detrás das perucas. E que vissem que ela também é bonita. Mas além de tudo, EU precisava mostrar pra eu mesma que eu posso ser bonita e me aceitar sem as lace wigs, com o meu cabelo natural. Eu precisava dar mais carinho pra ele. Então eu decidi usar meu cabelo natural. E logo que eu ajeitei meu cabelo natural eu me senti muito bem, eu me senti forte, e me senti bonita. E o mais engraçado é que as pessoas achavam que eu ainda estava com lace wig, porém black power. Algumas crianças com quem convivo, pediram pra puxar o cabelo...

Enfim, o que posso dizer é que, como os anos eu passei a não me importar mais. No começo, antes de mudar as lace wigs eu pensava em mudar pra um cabelo um pouco parecido, ou em cor parecida porque senão o que as pessoas pensariam? Mas isso foi por pouco tempo. Depois isso não me importava mais. O que me importava era simplesmente mudar. Tem usuárias que se sentem estranhas, ou com medo do que os outros pensarão quando usarem o cabelo natural e quando mudarem pra lace wigs e vice-versa. Atualmente eu uso lace wigs longa hoje, ondulada amanhã, meu black power natural na quarta-feira, depois fico uma semana com lace wigs, na outra semana com meu cabelo natural. Eu não me importo mais com as pessoas nem como o que elas pensarão -já me importei, hoje não mais. Eu não me importo mais com o que vestir. Acho que conforme os anos passam a gente passa a se sentir mais leve...Eu posso me vestir com minha melhor roupa pra trabalhar, e usar havaianas para sair com os amigos. Um belo cabelo pode esconder tristezas, insegurança e até mesmo fraqueza. Mas quando você se assume, nada te segura. Eu parei de olhar para os lados. O mais importante está aqui.
Hoje eu posso dizer com toda a firmeza: Eu me aceito como sou. Eu sou o que sou com ou sem lace wigs.

"Pare de se queixar do que não tem e começe a criar o que quer"
Dr. Phill McGraw - psicólogo

You Might Also Like

1 comentários

Flickr Images

Formulário de contato